«Deves procurar a justiça e só a justiça» (Dt 16, 20).

O Livro do Deuteronómio é uma colectânea de discursos, que Moisés pronunciou, no final da sua vida. Ele recorda as leis do Senhor às novas gerações, enquanto contempla de longe a Terra Prometida, para a qual corajosamente conduziu o povo de Israel.
Neste Livro, a “lei” de Deus é apresentada, acima de tudo, como a “palavra” de um Pai que … Ler mais...

«Alegrai-vos sempre no Senhor!» (Fl 4, 4).

O apóstolo Paulo escreve à comunidade de Filipos, numa altura em que ele próprio está em graves dificuldades, vítima de uma perseguição. Todavia, a estes seus caros amigos ele aconselha, ou melhor, quase ordena para que “estejam sempre alegres”.

Mas será possível dar uma ordem como esta?

Olhando ao nosso redor, não é fácil encontrar motivos de serenidade, e muito … Ler mais...

«Olha que Eu estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, Eu entrarei na sua casa e cearei com ele e ele comigo» (Ap 3, 20).

Quantas vezes ouvimos alguém bater à nossa porta… Pode ser o carteiro ou o nosso vizinho do lado ou o amigo do nosso filho, mas também pode ser um desconhecido… O que quererá? Será prudente abrir a porta e deixar entrar em casa quem não conhecemos bem?
A verdade é que esta Palavra de Deus, retirada do Livro do Apocalipse, … Ler mais...

Se, porém, sois conduzidos pelo Espírito, então não estais sob o jugo da Lei.” (Gl 5,18)

O apóstolo Paulo escreve uma carta aos cristãos da Galácia (uma região que se encontra no centro da atual Turquia), que ele mesmo evangelizou e pela qual tem imenso carinho.

Nessa comunidade, alguns sustentavam que os cristãos, para serem agradáveis a Deus e alcançar a salvação, deveriam observar necessariamente todas as prescrições da lei de Moisés.

Já Paulo afirma que … Ler mais...