Conselho Pastoral Paroquial ouviu textos do Pedro Miguel Melo

Vila das Aves coloca Sagrado Coração no centro

O centro da espiritualidade da Ordem da Visitação de Santa Maria está no Sagrado Coração de Jesus e no ano do centenário da canonização de Santa Margarida Maria Alacoque, também ela visitandina, a paróquia de Vila das Aves quer que a efeméride seja devidamente assinalada, na terra onde está instalado um mosteiro visitandino.

Neste sentido, na reunião do Conselho Pastoral Paroquial (CPP) da noite do passado sábado, foi indicado que o tema da caminhada Quaresmal e Pascal que se avizinha será feita à luz de Santa Margarida Maria Alacoque. Por esse motivo, o pároco avense, Padre Fernando Azevedo Abreu, convidou o jovem sacerdote jesuíta Miguel Melo a falar deste tema.

Infelizmente, não pôde estar presente fisicamente, mas fez questão de partilhar e responder a um conjunto de questões formuladas por escrito. Assim, nessa partilha informou que participou recentemente num colóquio em Fátima dedicado exatamente ao Coração de Jesus.

Este colóquio enquadrou-se no centenário da canonização da visitandina mas também na celebração dos 175 do Apostolado da Oração, agora Rede Mundial de Oração do Papa, tendo vincado a ideia de se “aprofundar e renovar a intuição fundamental desta espiritualidade”.

Apesar de se ter materializado de forma mais evidente a partir do século XVII, a devoção ao Sagrado Coração “não surge na Igreja como um meteorito”, mas faz parte de toda a história da Salvação, mesmo anterior ao próprio nascimento de Jesus. Torna-se materializada com a sua vinda ao mundo, onde se destacam “a alegria agradecida e a compaixão”, escreveu o jovem jesuíta. “No caso de Santa Margarida Maria, é sobretudo a compaixão do coração de Cristo aquilo que ela sublinha com particular vigor”, apontou ainda Miguel Melo.

Mosteiro no centro da vida paroquial

Com um mosteiro da Visitação na paróquia de Vila das Aves foi ainda dado a conhecer aos conselheiros que se pretende evocar de forma bem evidente o centenário da canonização de Santa Margarida Maria. Desde logo, foi indicada a intenção de realização da próxima reunião do CPP, em Maio próximo, nas instalações do mosteiro, além de ser o local de reunião das equipas do compasso Visita Pascal, no final deste mês, e ainda o local de saída da tradicional procissão de velas de dia 12 de Maio.

Entretanto, os conselheiros quiseram ainda saber mais sobre o padre Miguel Melo, ele que conta com 33 anos de idade e com quase dois anos de presbítero, pois foi ordenado, em Braga, no dia 7 de julho de 2018. Nascido no Porto, passou a infância em Guimarães e mais tarde veio para a paróquia vizinha da Carreira, onde conheceu os Jesuítas através do colégio das Caldinhas.

Neste momento tem três missões pastorais: viver em comunidade com jovens estudantes jesuítas; ser diretor do Centro Académico de Braga; e ser adjunto do diretor do Secretariado Nacional do Apostolado da Oração. Miguel Melo diz ainda que o que “dá maior beleza à vocação de jesuíta na Igreja é o sentido de disponibilidade”.

Celso Campos