O Jubileu do Guidismo em Vila das Aves

1º Pormenores históricos

Baden-Powell foi o genial Fundador de Escutismo para Rapazes na Inglaterra (em 1907) e depois, com a ajuda da sua irmã Inês e da sua esposa Olave, fundou o Guidismo para raparigas (em 1910).
Em Portugal, nos colégios ingleses começaram a fazer-se promessas das primeiras Guias dependentes de Londres, concretamente em 16 de fevereiro de 1929; mas como em 1930 o Baden-Powell e sua esposa Olave visitaram a Madeira, então no ano seguinte (1931) apareceram muitas Primeiras Companhias de Guias no continente e o Governo Português, em 1934, aprovou os Estatutos da Associação de Guias de Portugal; lamentavelmente o Governo três anos depois (em 1937) suspendeu as atividades do Guidismo no Continente e nos Açores, tendo ficado somente na Madeira a permissão das suas atividades; esta suspensão deve-se à criação da Mocidade Portuguesa.

2º Intervenção decisiva das antigas guias

Há que reconhecer que em 1954 um grupo de antigas Guias conseguiu do Cardeal Patriarca de Lisboa e do Ministério da Educação a aprovação do Guidismo e a partir desta data as Guias alcançaram forte desenvolvimento, tendo chegado a Vila das Aves precisamente em 23 de fevereiro de 1969, com a fundação da 1ª Companhia de Guias da qual foi chefe a Maria Auxília Dias Marques Ferreira, que então tinha 30 anos de idade e agora tem 81 anos, feitos no domingo passado, dia 3 de março de 2019; há que reconhecer e agradecer estes fabulosos cinquenta anos de constante e perseverante contributo guidista da Auxília.

G1

3º Maria Inês Azevedo Mendes de Carvalho (foto nº1)

Em nome da Comissária Regional das Guias do Porto foi a nossa querida e saudosa professora Maria Inês Azevedo Mendes de Carvalho (falecida em 4/6/2006 com 84 anos de idade) que deu posse a esta fundação, tendo sido interlocutora essencial e imprescindível não só pelos seus vastos conhecimentos e competências, mas também por ser uma mulher cheia de valores, e que eu tantas vezes a visitei e perante a sua santidade sempre me curvei.

Ao longo destes cinquenta anos o lema das Guias (“Sempre Alerta para Servir”) tem contribuído para o seu empoderamento deveras caraterístico e específico do que é ser mulher e consequentemente raparigas mais solidárias, responsáveis, felizes e saudáveis no exercício de uma cidadania ativa.

4º Os quatro ramos do Guidismo

Avezinhas, dos 6 aos 10 anos ((lenço amarelo), agrupadas em bandos.
Guias Aventura, dos 10 aos 14 anos (lenço verde), agrupadas em patrulhas.
Guias Caravela, dos 14 aos 17 anos (lenço laranja), agrupadas em patrulhas.
Guias Moinho, a partir dos 17 anos (lenço branco com risca azul), agrupadas em patrulhas.

5º O Ano Jubilar de 2019

A abertura das comemorações dos 50 anos da fundação do Guidismo em Vila das Aves ocorreu na missa vespertina celebrada na nossa igreja matriz às 18 horas, no sábado, dia 12 de janeiro de 2019; aqui fica a quadra que apropriei (com métrica e com rima), projetei, meditei e cantei no momento da homilia com a música do Manuel Luís, que tem este refrão: “o Senhor abençoará o seu povo na paz”.

Fundada com sábias sinergias,
A Primeira Companhia das Guias
Começa hoje a comemoração
Dos cinquenta anos, com gratidão.

G2

No próprio dia jubilar, ocorrido no sábado, dia 23 de fevereiro de 2019, vieram até Vila das Aves três Companhias de Guias da Região do Porto (chefiadas pela Comissária Regional que é a nossa ilustre avense Daniela Leonor) e muitas antigas Guias que durante a tarde viveram o jogo escutista e na eucaristia das 18 horas festivamente cantaram e participaram com expressão corporal à luz deste refrão musicado pelo A. Silva Ferreira: “eu abri minha cidade e o Sol nela entrou; estou contente e feliz, pois o Sol me transformou”; eis as três estrofes que apropriei e que a guitarra do Dr. João Carlos Carvalho Fernandes (foto nº2) animou toda a cantoria, a começar pelo celebrante e assistente, acolitado pela Lara e pela Beatriz (foto nº3).

G3

1ªJá lá vão cinquenta anos
Que as guias aqui `stão!
Hoje todos lhes cantamos:
Parabéns p`la Fundação!

2ªAs mulheres fundadoras
Do Guidismo com Ideal
Serão sempre inspiradoras
Do serviço à Pastoral.

3ªAvezinhas e Aventuras
Gostam muito de carinhos!
Irão ser boas venturas:
Caravelas e Moinhos!

Na foto nº4 está a Ana João, atual chefe da nossa Primeira Companhia de Guias (acompanhada da avense Daniela, Comissária Regional do Porto) que de mim recebeu uma simbólica recordação jubilar.

G4

Na foto nº 5 e da direita para a esquerda, a Maria Auxília Dias Marques Ferreira (primeira Chefe da Fundação da Companhia de Guias) está na quinta posição.

G5

6º Entidades civis representadas

Na foto nº6 está a usar da palavra o Dr. Tiago Araújo (Vereador da Juventude e Cultura na Câmara Municipal de Santo Tirso), tendo a seu lado Joaquim Faria, Presidente da Junta de Freguesia de Vila das Aves.

G6

No final da eucaristia foi tirada a fotografia nº7 e ao meu lado esquerdo está o referido Presidente da Junta de Freguesia e ao meu lado direito a Diana que cantou muito bem o salmo responsorial que vem indicado para este VII Domingo do Tempo Comum do Ano C:” O Senhor é clemente e cheio de compaixão”.

G7

7º Relevante e edificante espiritualidade

Fiquei muito admirado com esta sensibilidade espiritual da Região do Guidismo do Porto ao pedir sufrágio eucarístico pelo seu assistente espiritual, o Frei Bernardo Domingues, ilustre Dominicano que tinha falecido com 87 anos de idade e que foi sepultado na tarde deste mesmo sábado, dia 23 de fevereiro de 2019; diga-se de passagem que seu irmão mais novo, o Frei Bento Domingues, também Dominicano galardoado pela Universidade do Minho no passado dia 15 de fevereiro, foi ilustre conferente nas Jornadas Culturais de Vila das Aves, ocorridas em outubro de 2011 e a convite do senhor Eng. Castro Fernandes, mui ilustre avense que então era o dinâmico Presidente da Câmara de Santo Tirso.

8º Alguns destaques finais para a Maria Auxília

Maria Auxília Dias Marques Ferreira fez Curso Geral de Comércio na Escola Industrial e Comercial de Santo Tirso e no encontro dos antigos alunos ela foi leitora na eucaristia celebrada pelo Padre Celestino Ramos, pároco de Santo Tirso (foto nº8).

G8

Durante muitos anos trabalhou na Segurança Social do Porto (edifício das Doze Casas) e depois veio trabalhar para os Centros de Saúde de Paços de Ferreira e de São Martinho do Campo.

A foto nº9 regista que a Maria Auxília foi a primeira mulher a proclamar a Palavra de Deus na celebração eucarística.

G9

A foto nº10 mostra que em 1983 a Maria Auxília foi a primeira mulher a participar no Compasso-Visita Pascal, convidada pelo então Juiz da Cruz, senhor João Oliveira, com o aval do atual pároco.

G10

Desde 1992 que é Presidente da Direção do Rancho de Santo André de Sobrado (foto nº11).

G11

Na Oficina de Música do Grupo Coral de Vila das Aves foi aluna da classe Bandolim (foto nº12), sendo seu professor Luís Leal.

G12

Mas na foto nº13 a Maria Auxília foi à Madeira a fim de participar no Conselho Nacional do Guidismo.

G13

Vila das Aves, 05 de março de 2019, primeira terça-feira do mês e para muitos feriado por ser dia de carnaval.

Padre Fernando de Azevedo Abreu